Dicionário Financeiro     
 

 Financial Adviser » Dicionário Financeiro

A B C D E F G H I J L

Ação
  É a menor fração do capital de uma empresa. Possuir uma ação significa ser proprietário de uma parte de uma determinada empresa. A empresa (sociedade anônima) emite ações quando quer captar dinheiro para futuros investimentos, diluindo a participação no capital da empresa.

Ação ao portador
  Este tipo de ação não existe mais. Foi revogada pela Lei 8201/90. Era um documento que não trazia o nome do seu proprietário e portanto, pertencia àquele que a detivesse em seu poder.

Ação Cheia
  Ação cujos direitos (dividendos, bonificação, subscrição) ainda não foram exercidos.

Ação com valor nominal
  É um tipo de ação que possui um valor impresso (valor de face), estabelecido pelo estatuto da companhia que a emitiu

Ação endossável
  É um tipo de ação nominativa e que pode ser transferida mediante endosso.

Ação escritural
  É uma ação que circula nos mercados de capitais sem a emissão de cautelas (certificados), sendo escrituradas por um banco, que é o depositário das ações da empresa e que processa os pagamentos e transferências por meio da emissão de extratos bancários.

Acquirer
  É a administradora que pode afiliar estabelecimentos ao sistema de cartões de crédito da bandeira da qual é associada. Este tipo de administradora, chamada acquirer, tem a função de gerenciar, pagar e dar manutenção aos estabelecimentos afiliados da bandeira.

Administrador de Fundos
  É a instituição que se responsabiliza por criar o regulamento do fundo e constitui equipes especializadas em compra e venda de papéis no mercado financeiro, com o objetivo de rentabilizar da melhor maneira possível o dinheiro do investidor.

Ágio
  Diferença entre o valor pago por um título ou bem e o seu valor nominal.

Alocação de Recursos / Asset Allocation
  Expressão utilizada pelos profissionais do mercado para referência à escolha dos ativos que comporão as carteiras. Trata-se justamente da seleção dos ativos que serão parte integrante de uma carteira de investimentos e em que quantidade.

Amortização
  Processo de pagamento de empréstimo por meio de reduções programadas do montante inicialmente emprestado.

Análise de Balanço
  Avaliação dos elementos patrimoniais de uma empresa, visando o conhecimento minucioso de sua composição qualitativa e de sua expressão quantitativa, com o objetivo de conhecer os fatores determinantes da situação atual e traçar as perspectivas da empresa.

Aplicação
  Emprego da poupança na aquisição de títulos, com o objetivo de auferir rendimentos.

Apólice
  Documento emitido pelo Segurador após aceitação da cobertura de risco proposta pelo Segurado.

Apregoação
  Ato de apregoar a compra ou venda de ações, mencionando-se o papel, o tipo, a quantidade de títulos e o preço pelo qual se pretende fechar o negócio, executado por um operador, representante de sociedade corretora, na sala de negociações (pregão).

Arbitragem / Arbitrage
  Operação que busca tirar proveito de variações na diferença de preços entre dois ativos ou entre dois mercados, ou das expectativas futuras de mudanças nessas diferenças. Como exemplos, podemos citar a compra de um ativo à vista e a venda deste mesmo ativo a futuro.

Ativo / Asset
  É classificado como ativo tudo aquilo que é de bem e de direito hoje e futuro de uma pessoa ou instituição, como por exemplo, imóveis, dinheiro em espécie, títulos e etc.

Atuário
  O Atuário é um profissional que utiliza principalmente o estudo de probabilidades matemáticas para definir a probabilidade da ocorrência de eventos específicos, e transformar tais cálculos em atos de adequação para os possíveis custos futuros de uma instituição (definição de custo de seguros, de valores de contribuições previdenciárias). A ciência atuária tem grande de uso pelas companhias de seguro, assim como em entidades de previdência.

Auditoria
  Trata-se de uma análise da saúde financeira e econômica de uma instituição. É realizada de forma independente, ou seja, os auditores não devem possuir vínculo de natureza permanente com a instituição analisada. Tem por fim gerar maior credibilidade nas informações divulgadas pela empresa, bem como garantir a maior segurança possível para os usuários das mesmas.

 

Balança Comercial
  Conta do balanço de pagamentos de um país. O saldo da balança comercial é a diferença entre o volume de exportações e o volume de importações de produtos e serviços realizadas pelo país em determinado período. Quando o valor das exportações supera o das importações, dizemos que há um superávit comercial. No caso contrário, temos um déficit comercial.

Balancete
  Balanço parcial da situação econômica e do estado patrimonial de uma empresa, referente a um período de seu exercício social.

Base Monetária
  A base monetária corresponde à criação primária de moeda (pelo Banco Central). Ela é divulgada em dois conceitos pelo Banco Central do Brasil: num conceito mais restrito, por convenção, corresponde ao total de papel-moeda em circulação somado às reservas bancárias e, num conceito mais amplo, corresponde ao total da base restrita, mais os depósitos compulsórios em espécie e títulos federais (tanto do BACEN, quanto do Tesouro) fora do Banco Central.

Benchmark
  É um processo contínuo e sistemático para avaliar, medir e comparar produtos, serviços, processos e funções de empresas identificadas como "melhores da classe" com a finalidade de melhoria da organização, comparação com os concorrentes, desenvolver objetivos produto e processo e estabelecer prioridades e metas. A idéia básica é de que, ainda que não haja um modelo ideal a ser seguido, existem muitas empresas excelentes com as quais se pode aprender coisa relevante.

Beneficiário
  Pessoa física ou jurídica a quem o segurado reconhece o direito de receber a quantia correspondente a determinada indenização derivada da apólice do seguro. Em princípio, o segurado é o beneficiário do seguro, mas também há casos em que ele indica um beneficiário (plano de previdência privada e seguros de vida), onde o risco coberto é a morte do próprio segurado. Pessoa em cujo proveito se faz o seguro.

Benefícios
  São caracterizados como benefícios os dividendos, as bonificações e/ou direitos de subscrição distribuídos por uma empresa a seus acionistas.

Bens de Capital (ou Produção)
  São os bens que servem para a produção do outros bens, tais como máquinas, equipamentos, material de transporte e construção.

Bens Intermediários
  São aqueles bens que são absorvidos na produção de outros, como o açúcar nas balas, os componentes na televisão, etc.

Bid
  Designação para o preço de compra de determinado ativo no mercado.

Block-trade
  Leilão de grande lote de ações nas Bolsas de Valores.

Blowout
  Venda relâmpago de todas as ações em uma oferta de valores, ações vendidas nessas circunstâncias obtêm preços mais elevados.

Blue-Chips
  Jargão utilizado no mercado financeiro para definir ações de empresas, mais negociadas, mais valorizadas com grande liquidez e procura no mercado de ações. O termo "blue chip" vem do pôquer, jogo de cartas no qual as "fichas azuis" são as mais valiosas. No Brasil, podemos citar as ações da Telebrás, Petrobrás e Eletrobrás.

Bolsa de Mercadorias
  Mercado centralizado para transações com mercadorias, sobretudo os produtos primários de maior importância no comércio internacional e interno, como café, açúcar, algodão, cereais, etc. Realizando negócios tanto com estoques existentes quanto com mercados futuros, as bolsas de mercadorias exercem papel estabilizador no mercado, minimizando as variações de preço provocadas pelas flutuações de procura e reduzindo os riscos dos comerciantes.

Bolsa de Valores
  Associação civil sem fins lucrativos, cujos objetivos básicos são entre outros, manter local ou sistema de negociação eletrônico, adequados à realização, entre seus membros, de transações de compra e venda de títulos e valores mobiliários; preservar elevados padrões éticos de negociação; e divulgar as operações executadas com rapidez, amplitude e detalhes.

Bolsa de Valores de Nova York
  A maior e mais importante bolsa de valores do Mundo, também conhecida como Big Board. Nela é apurado o índice Dow-Jones, que é composto por 30 empresas.

BOVESPA
Bolsa de Valores do Estado de São Paulo. Principal Bolsa de Valores do país.

Bull
  Especulador com visão otimista do mercado.

Bull Market
  Longo período de alta dos preços dos ativos.

BVRJ
  Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.

 

Caderneta de Poupança
Aplicação tradicional que permite ao investidor aplicar pequenas somas com liquidez a cada 30 dias. É o único investimento garantido pelo Governo Federal, sendo também isento de imposto de renda.

Caixa de registro e liquidação
  Empresa responsável pela liquidação e compensação realizadas em bolsa.

Call
  É uma opção de compra de uma ação.

Capital Aberto
  Característica do tipo de sociedade anônima em que o capital, representado por ações que podem ser negociadas na Bolsas de Valores , é dividido entre muitos e indeterminados acionistas.

Capital autorizado
  Limite estatutário, de competência de assembléia geral ou do conselho de administração, para aumentar o capital social de uma empresa.

Capital de Giro
  Parte dos bens de uma empresa representados pelo estoque de produtos e pelo disponível (imediatamente e a curto prazo).

Capital de risco
  Capital investido em atividades ou investimentos, nos quais existe possibilidade de perdas e ao mesmo tempo possibilidade de ganhos superiores aos habituais.

Capital de Terceiros
  Valor dos recursos de terceiros utilizados para a manutenção da atividade de uma empresa.

Capital Especulativo
  Diz-se do capital que só procura obter vantagens de uma determinada situação, não trazendo benefícios para a economia ou setor no qual se acha investido.

Capital Externo
  Capital de origem estrangeira.

Capital Fechado
  Característica do tipo de sociedade anônima na qual o capital, representado por ações, é dividido entre poucos acionistas e essas ações não são negociadas em Bolsas de Valores.

Capital Financeiro
  É o capital representado por títulos, obrigações, certificados e outros papéis negociáveis e que podem ser convertidos em dinheiro com rapidez.

Capital Garantido
  Modalidade de fundo de renda variável que protege o investimento inicial no caso de uma variação negativa do Índice Ibovespa. A rentabilidade do fundo de capital garantido é positiva, se a rentabilidade do Índice Ibovespa também for positiva. Mas se o Índice Ibovespa cair, o investidor tem assegurado que receberá no vencimento da aplicação a mesma quantia inicialmente investida.

Capital Social (Equity Capital)
  Valor dos recursos financeiros colocados na empresa, pelos seus sócios ou acionistas.

Captação
  Atividade das instituições financeiras para obter recursos para aplicação a curto, médio e/ou longo prazos. Ex.: quando um investidor aplica determinada quantia num fundo de investimento, do ponto de vista da instituição na qual a aplicaçào foi feita, esta quantia é considerada como "captada".

Carência
  Período de tempo em que o investidor está impedido ou sofrerá alguma penalização, se resgatar os seus investimentos fora desse período.

Cartel
  Grupo de empresas que fazem um acordo para agir coordenadamente, visando seus interesses comuns. O tipo de cartel mais comum é o de empresas que produzem artigos semelhantes e/ou operam em mercados semelhantes.

Caução
  Depósito de títulos ou valores efetuados para o credor, visando garantir o cumprimento de obrigação assumida.

Cautela
  Certificado que materializa a existência de determinado número de ações; também chamada título múltiplo.

Circuit Breaker
  Normativo adotado pelas Bolsas de Valores e pelo qual o pregão é imediatamente interrompido toda vez que o índice tenha queda de dez pontos percentuais(10%).

Commodity
  Nas relações comerciais internacionais, o termo designa um tipo particular de mercadoria em estado bruto ou produto primário de importância comercial, como é o caso do café, algodão, estanho, cobre, etc.

Corretagem
  Taxa de remuneração de um intermediário financeiro na compra ou venda de títulos.

Cotação/Quote
  Preço dos títulos, ações, moedas estarngeiras ou mercadorias. O termo é usado principalmente nas bolsas valores ou de mercadorias.

CPMF
  Sigla de Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira. Contribuição federal que é cobrada sobre todo dinheiro que sai de uma conta corrente, não importando o motivo da retirada, seja para pagar uma conta, seja para aplicar em um fundo de investimento. O valor da CPMF é de 0,38% sobre a movimentação. Ex.: ao se sacar um cheque no valor de R$ 1000,00, paga-se R$ 3,80 de CPMF, debitado automaticamente na conta corrente.

Crack
  Ocorre quando as cotações das ações declinam velozmente para níveis extremamente baixos.

 

Day-trade
  Conjugação de operações de compra e venda dos mesmos títulos, realizadas em um único dia para um mesmo comitente e liquidadas por meio de um único agente de compensação, cuja liquidação é exclusivamente financeira.

Dealer
  Instituição financeira que opera no mercado monetário, selecionada pelo Banco Central para ser seu instrumento de regulação de liquidez.

Debênture
  Título emitido por uma sociedade anônima não financeira de capital aberto para captar recursos, visando investimento ou financiamento de capital de giro. É um título que garante ao comprador uma renda fixa, ao contrário das ações, cuja renda é variável. O portador de um debênture é um credor da empresa que a emitiu, ao contrário do acionista, que é um de seus proprietários.

Default
  Declaração de insolvência do devedor, decretada pelos credores quando as dívidas não são pagas nos prazos estabelecidos.

Déficit Comercial
  É o valor das importações, que supera ao valor das exportações, de um País.

Deflação
  É a queda do nível geral de preços. O oposto de inflação.

Demanda
  Procura por bens e serviços. A expressão "aquecimento da demanda" significa que a procura por determinado bem ou serviço aumentou consideravelmente.

Depreciação
  Perda de valor de algum ativo em decorrência do uso, da ação do tempo, da obsolescência tecnológica ou redução no preço de mercado.

Derivativos
  Ativos financeiros cujos valores e características de negociação estão amarrados aos ativos que lhes servem de referência. A palavra derivativo vem do fato que o preço do ativo é derivado de um outro. Ex.: Opção de Telebrás, o preço desta opção é derivado do ativo "ação da Telebrás.

Deságio
  Diferença, para menos, entre o valor nominal e o preço de compra de um título.

Dip
  Pequena baixa no preço de valores mobiliários após uma tendência de alta sustentada. É bom comprar por ocasião dos dips, pois é quando o preço está momentaneamente baixo.

Disclosure
  Divulgação de informações por parte de uma empresa, possibilitando uma tomada de decisão consciente pelo investidor e aumentando sua proteção. Transparência.

DOC
  Sigla de Documento de Ordem de Crédito. Ordens de depósito de dinheiro entre contas bancárias.

Dow Jones
  Índice utilizado para acompanhar a evolução dos negócios na Bolsa de Valores de Nova York . Seu cálculo é feito a partir de uma média entre as cotações das trinta empresas de maior importância na bolsa de valores, vinte companhias ferroviárias de maior destaque e as quinze maiores empresas concessionárias de serviços públicos.

Dumping
  Venda de produtos a preços mais baixos que os custos, com a finalidade de eliminar a concorrência e conquistar fatias maiores de mercado.

 

Emissão
  Colocação de dinheiro ou títulos em circulação.

Encargos Sociais
  Conjunto de obrigações trabalhistas que devem ser pagas pelas empresas mensalmente ou anualmente, além do salário do empregado.

Endosso
  Transferência da propriedade de um título mediante declaração escrita, geralmente feita em seu próprio verso.

Equity
  Patrimônio Líquido. São os direitos residuais dos acionistas sobre os ativos da empresa, calculado subtraindo-se o passivo total do ativo total.

Especulação
  Negociação em mercado com o objetivo de ganho, em geral a curto prazo.

Estabilização
  Estabilização significa reduzir ou diminuir a variação das taxas de algum indicador econômico para os níveis de países desenvolvidos. Ex: estabilizar a inflação é reduzir a taxa de inflação para níveis equivalentes à dos países desenvolvidos.

Estagflação
  Situação em que a economia de um país encontra-se simultaneamente em recessão com inflação.

Estipulante
  Pessoa física ou jurídica que contrata um seguro a favor do Segurado.

Excedente Financeiro
  É o resultado apurado, durante o período do benefício do plano de previdência, pela diferença entre a taxa de rentabilidade líquida obtida pela aplicação dos recursos da reserva matemática de benefícios concedidos e a remuneração garantida, nos termos do Regulamento e conforme Nota Técnica Atuaria.

Export Notes
  É como são conhecidos os contratos de cessão de crédito de exportação, em que o exportador cede ao tomador, através de um título, os direitos creditícios de uma operação a ser realizada no futuro.

 

Falência
  Condição jurídica decretada através de sentença judicial, pela falta de cumprimento de obrigações assumidas. Pode ser voluntária ou involuntária, como resultado de ações dos credores da empresa, quando esta é declarada insolvente.

Fator de Renda
  É o valor numérico, calculado mediante utilização de uma tábua biométrica e uma taxa de juros, utilizado para obtenção do valor do benefício do plano de previdência.

Float
  Receita gerada pelas taxas de juros e pelo tempo em que o recurso permanece ou transita pela conta corrente.

Fluxo de Caixa
  Os pagamentos e recebimentos efetivos do dinheiro por uma empresa ou instituição governamental.

FMI
  Sigla de Fundo Monetário Internacional, instituição que congrega 182 países. O FMI tem como finalidade básica emprestar recursos aos países membros que estejam com dificuldades de cumprir com seus pagamentos a outros membros.

Franquia
  Valor calculado matematicamente, até o qual o segurador não se responsabiliza a indenizar o segurado em caso de sinistro. Participação do segurado nos prejuízos em caso de sinistro, em geral de acordo com a cobertura estipulada no contrato de seguro.

Funding
  Conversão de uma dívida de curto prazo em uma dívida de longo prazo.

Fundo de Pensão
  Conjunto de recursos - proveniente de contribuições de empregados e da própria empresa - administrados por uma entidade a ela vinculada, cuja destinação é a aplicação em uma carteira diversificada de ações, outros títulos mobiliários e imóveis. O objetivo do Fundo de Pensão é gerar uma renda complementar para a aposentadoria de pessoas físicas.

Fundo de Renda Fixa
  Muitas vezes usado como sinônimo de Fundo de Investimento Financeiro (FIF). Um fundo de renda fixa pode ter até 49% de sua carteira composta por ações, mas basicamente aplicam em títulos públicos federais, títulos privados (debêntures) e CDBs. Dependendo do enquadramento do fundo, podem usar derivativos para proteção ou para alavancar rentabilidade. Sinônimo de FIF - RF.

Fundos de Investimento
  É a comunhão de recursos individuais de pessoas físicas ou jurídicas sob a forma de condomínio aberto, sem limite máximo de participantes, administrado com a finalidade de aplicar estes recursos no mercado e rentabilizar o capital de cada investidor (cotista). A soma das aplicações individuais constitui o patrimônio do fundo, que aplicado em títulos forma a composição da carteira.

 

GAP
  Um gap ("diferença" ou "intervalo") aparece quando o mercado de um título, sofrendo uma interrupção em sua negociação, provoca uma diferença entre o preço de fechamento e o preço de abertura do título. Um fato novo pode ter ocorrido neste intervalo, provocando uma reavaliação por parte dos investidores acerca do valor do título.

 

High Hield
  Alta taxa de retorno. Os empréstimos nos quais as empresas pagam juros sensivelmente altos, e que usualmente são feitos no mercado europeu, são classificados como de High Yield.

Holding (empresa)
  Aquela que possui, como atividade principal, participação acionária em uma ou mais empresas.

Home broker
  É um moderno canal de relacionamento entre os investidores e as sociedades corretoras, que torna ainda mais ágil e simples as negociações no mercado acionário, permitindo o envio de ordens de compra e venda de ações pela Internet e possibilitando acesso às cotações e acompanhamento de carteiras de ações, entre vários outros recursos.

 

IBMEC
  Sigla que significa Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais.

Indexador
  É o índice contratado para atualização monetária dos valores.

Inflação
  Desequilíbrio monetário, ocasionado pela perda do poder de compra da moeda, devido ao aumento geral e desordenado dos preços de uma economia.

Insider
  Investidor que tem acesso privilegiado a determinadas informações, antes que estas se tornem conhecidas no mercado.

 

Joint-Venture
  Associação de empresas para o desenvolvimento e execução de um projeto específico.

Juro nominal
  Juro correspondente a um empréstimo ou financiamento, incluindo a correção monetária do montante emprestado.

Juro real
  Juro correspondente a um empréstimo ou financiamento sem incluir a correção monetária do montante emprestado. Em condições de inflação zero, os juros real e nominal são iguais.

 

Lançador
  No mercado de opções, é aquele que vende uma opção, assumindo a obrigação de, se o titular exercer, vender ou comprar o lote e ações-objeto a que se refere.

Lastro
  Garantia implícita em um ativo. Dizemos, por exemplo, que uma moeda tem lastro quando o seu valor é garantido e não se questiona sua aceitabilidade.

Leasing
  Operação financeira entre uma empresa proprietária de determinados bens (máquina, carro, etc.) e uma pessoa jurídica, que usufrui desses bens contra o pagamento de prestações. A grande vantagem do leasing é a não imobilização de capital, sobretudo nos casos em que o valor do bem é muito alto e que terá utilização limitada.

Letra de Câmbio
  Tipo de título negociável no mercado. Consiste numa ordem de pagamento em que uma pessoa ordena que uma segunda pessoa pague determinado valor para uma terceira. Deve trazer, de forma explícita, o valor do pagamento, a data e o local para efetuá-lo.

Limite de Crédito
  Valor máximo a ser utilizado mensalmente em compras pelo cliente

Lucro Bruto
  É o resultado apurado do total de receitas menos o total de despesas de uma empresa, não considerando a dedução de IR e as participações.

Lucro Líquido
  Ganho por ação obtido durante um determinado período de tempo, calculado por meio da divisão do lucro líquido de uma empresa pelo número existente de ações.

Conteúdo fornecido pelo Laboratório de Finanças da FEA/USP

« Anterior | Topo | Próximo »

 

Home | Ajuda | Contato | Mapa do Site
Minha Carreira | Cursos | Financial Adviser


Copyright © Ascent Educação e Treinamento. Todos os direitos reservados.
e-mail: info@minhacarreira.com.br